Trump: Se o México "não quer pagar o muro", é melhor cancelar a visita do presidente

"Se o México não quer pagar o muro que é tão necessário, então é melhor cancelar a reunião marcada", disse o presidente norte-americano no Twitter

Donald Trump deixou um aviso ao seu homólogo mexicano: se o México não quer pagar o muro que o presidente dos Estados Unidos quer construir a separar os dois países, então Enrique Peña Nieto não precisar de ir à reunião que os dois têm marcada.

Peña Nieto condenou a ordem dada por Trump para iniciar a construção de um muro, garantindo que não vai pagar, mas não indicou, no entanto, se pretendia cancelar o encontro marcado para 31 de janeiro.

Trump, no entanto, é claro. Em duas mensagens publicadas no Twitter, o presidente dos EUA disse: "Os EUA têm um défice comercial com o México de 60 mil milhões de dólares. Foi um acordo em que um lado saiu mais beneficiado desde o início da NAFTA, com enormes números de empregos e empresas perdidas. Se o México não quer pagar o muro que é tão necessário, então é melhor cancelar a reunião marcada."

O custo do muro ao longo de cerca de 3200 quilómetros de fronteira comum foi estimado pelo próprio Trump entre o equivalente a 7,4 e 9,3 mil milhões de euros. O presidente admitiu que a construção será suportada pelos EUA mas que, mais tarde, o reembolso irá operar-se de "forma talvez complicada" no quadro "das transações" entre os dois países. No passado, Trump chegou a sugerir que as remessas dos imigrantes mexicanos fossem retidas nos EUA para subsidiar os custos do muro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG