Trump diz que tratamento que recebeu "é uma cura" e promete disponibilizá-lo gratuitamente

Presidente dos Estados Unidos diz estar a "tentar que o Regeneron seja autorizado" e que o tratamento que recebeu é mais importante do que a vacina

Uma explicação sobre o tratamento que recebeu para curar a covid-19, uma promessa de que o vai disponibilizar gratuitamente, agradecimentos a Deus e críticas à China. Tudo isto coube num vídeo de quatro minutos e 53 segundos que Donald Trump gravou e publicou esta quarta-feira no Twitter.

Numa altura em que o mundo desespera por uma vacina que elimine o novo coronavírus, o presidente dos Estados Unidos afirmou que o tratamento que recebeu [um cocktail antiviral da farmacêutica Regeneron com anticorpos contra o Sars-COV-2] não se trata de uma terapia porque, no entender dele, é mesmo "uma cura". "Temos de o aprovar, é mais importante que a vacina", atirou, prometendo disponibilizar o tratamento a todos os americanos "de borla".

O líder norte-americano explicou que só foi para o hospital "porque os médios pediram", porque até "nem tinha de ter ido", e deixou elogios aos profissionais de saúde. "Não me estava a ser totalmente bem e eles deram-me Regeneron, deram-me outras coisas mas deram-me Regeneron, senti-me imediatamente bem", frisou.

"Estamos a tentar que o Regeneron seja autorizado. Se estiverem no hospital e se estiveram mal, quero que o obtenham rapidamente e de borla. Se foram mais velhos, devem recebê-lo ainda mais rapidamente", prosseguiu Trump, que explicou que tem "autorização de emergência para tomar o medicamento".

"Temos muitas empresas na fase final da vacina, teremos uma vacina rapidamente, uma ótima vacina, devíamos ter uma vacina pronta antes das eleições [de 3 de novembro] mas a política meteu-se no caminho. Tudo bem, vamos tê-la depois das eleições", prometeu, insistindo que o tratamento que recebeu se trata de uma cura.

"Vão dizer que isto é terapêutico, e se calhar estes medicamentes são mesmo terapêuticos, algumas pessoas não sabem definir terapêutico. As visões são diferentes, mas para mim é uma cura. Entrei, deram-me o tratamento e 24 horas depois estava perfeito, queria sair do hospital. Quero que toda a gente tenha o mesmo tratamento que o vosso presidente", afirmou Donald Trump no vídeo. "Foi uma bênção de Deus ter apanhado isto [covid-19]. Se não tivesse apanhado talvez estivesse a olhar para isto como para outros medicamentos", continuou.

"Eu é que disse que queria ter este tratamento. Quero que tenham o mesmo tratamento e de borla. Vocês não têm culpa disto, a culpa é da China, a China vai pagar", rematou Trump, ao seu estilo.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG