Trump afirma que o PM japonês o nomeou para o Nobel da Paz

Palavra de Trump: o primeiro-ministro japonês Shinzo Abe escolheu o presidente norte-americano para o prémio. A confirmar-se é um entre 304 candidatos.

Donald Trump disse aos jornalistas que o primeiro-ministro Shinzo Abe nomeou-o para o Prémio Nobel da Paz pelos seus esforços para resolver a crise de décadas na península coreana. "Ele tinha foguetes e tinha mísseis a voar sobre o Japão, e tinham alarmes a disparar, vocês sabem disso", disse Trump sobre Abe e o Japão. "Agora, de repente, sentem-se bem. Sentem-se seguros. Eu fiz isso".

O presidente da Coreia do Sul Moon Jae-in terá afirmado que Trump merecia o Prémio da Paz pela tentativa de desnuclearizar a península coreana. Donald Trump encontrou-se em junho do ano passado com o líder da Coreia do Norte em Singapura e deverá voltar a reunir-se, desta vez no Vietname, no final do mês.

"Obama nem sabe porque o recebeu"

O presidente dos EUA disse que o chefe do governo nipónico mostrou-lhe "a mais bonita carta de cinco páginas" que foi enviada para o comité norueguês. Trump disse que "provavelmente" nunca receberá o prémio. "Mas tudo bem. Deram-no ao Obama. Ele nem sabe por que o recebeu", disse.

Barack Obama recebeu o Nobel da Paz de 2009, pouco depois de ter chegado à Casa Branca. No plano internacional, o democrata tinha como objetivo acabar com a ameaça das armas nucleares e também anunciou uma nova relação com o mundo muçulmano ao proferir o discurso do Cairo.

Mais de 300 candidatos

Na página oficial do Prémio Nobel da Paz informa-se que neste ano há 304 candidatos, o quarto maior número de sempre: 219 são indivíduos e 85 são organizações.

Todas as pessoas vivas e organizações ou instituições ativas são candidatos elegíveis para o Prémio Nobel da Paz.

Os vencedores do prémio de 2018 foram a yazidi Nadia Murad e o médico congolês Denis Mukwege.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG