Torre Eiffel encerrada devido a protestos contra a reforma laboral

Sindicatos convocaram uma grande manifestação para a tarde desta terça-feira na capital francesa

A Torre Eiffel foi encerrada hoje ao público "devido ao movimento social nacional" contra a reforma da legislação laboral, informou em comunicado a direção do simbólico monumento de Paris.

Os sindicatos convocaram uma grande manifestação para hoje à tarde na capital francesa, esperando a participação de dezenas de milhares de pessoas.

Parte dos funcionários da Torre Eiffel "informou que vai participar neste dia de ação interprofissional" e os restantes funcionários "não são suficientes para abrir o monumento nas condições de acolhimento e de segurança adequadas", pelo que "a Torre é encerrada", lê-se no comunicado da Sociedade de Exploração da Torre Eiffel (SETE).

Os turistas que tenham reservas para o dia de hoje serão reembolsados, assegurou a empresa.

A Torre Eiffel foi visitada em 2015 por 7 milhões de pessoas, 80% das quais estrangeiros. Diariamente, uma média de 15.000 a 20.000 pessoas visita o monumento.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG