Taiwan. Homem quebrou a quarentena por 8 segundos e foi multado em 2900 euros

Cidadão filipino estava em isolamento num dos 56 hotéis da cidade de Kaohsiung usados como residências covid-19.

As autoridades de Taiwan aplicaram uma multa de 2900 euros a um cidadão que violou a quarentena imposta no país para face à pandemia da covid-19 por apenas oito segundos.

O homem, um trabalhador migrante das Filipinas, estava em isolamento num hotel na cidade de Kaohsiung quando saiu por apenas alguns segundos do quarto para o corredor da unidade hoteleira, segundo explicou o Departamento de Saúde daquela cidade à Agência Central de Notícias oficial de Taiwan, citado pela CNN.

Os funcionários do hotel viram-no e entraram em contato com a Secretaria de Saúde que o multou em 100 mil dólares taiwaneses - cerca de 2900 euros.

A cidade de Kaohsiung tem três mil quartos em 56 hotéis a ser usados para a quarentena de pacientes. E segundo as normas sanitárias de Taiwan, as pessoas em quarentena não podem sair de seus quartos, não importa por quanto tempo.

O país tem sido amplamente elogiado pela abordagem à pandemia, sem decretar bloqueios rígidos, nem recorrer a restrições drásticas das liberdades civis, como na China continental. A ilha de 23 milhões de pessoas registou apenas 716 casos de coronavírus e sete mortes, de acordo com dados tornados públicos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG