Sobe para 31 o número de mortos em ataque de grupo extremista na Somália

Ataque terminou com a intervenção das forças de segurança

Pelo menos trinta e uma pessoas morreram durante o ataque do grupo Al-Shabab a um restaurante em Mogadíscio, que terminou hoje com a intervenção das forças de segurança somalis, segundo o mais recente balanço da polícia local.

As forças de segurança da Somália puseram esta manhã fim ao ataque de um grupo de homens armados a um restaurante em Mogadíscio.

Os sobreviventes, que desde quarta-feira à noite estavam reféns dentro do restaurante Pizza House, foram retirados do edifício por soldados, e os feridos transportados em ambulâncias.

As forças de segurança rodearam o restaurante e usaram armas colocadas em cima de carros para neutralizar os militantes. Os cinco atacantes foram mortos e os soldados conseguiram tomar controlo do edifício esta manhã, indicou o capitão da polícia Mohamed Hussein.

O capitão Hussein declarou ainda que outras 40 pessoas ficaram feridas durante o ataque do grupo extremista.

O ataque começou com a explosão de um carro na entrada do estabelecimento, na quarta-feira à noite. A explosão destruiu a fachada do edifício e provocou um incêndio.

Apesar de o Al-Shabab ter garantido que atacou o restaurante Posh Treats, que é frequentado pela elite da cidade e foi atingido pela explosão, a polícia assegurou que o estabelecimento visado foi o Pizza House.

O grupo extremista Al-Shabab ataca com frequência áreas privilegiadas de Mogadíscio, como hotéis, pontos de controlo militares e próximos do palácio presidencial. Depois de o recém-eleito Governo somali ter lançado uma nova ofensiva militar contra o grupo, este prometeu realizar mais ataques.

No último ano, o Al-Shabab foi o grupo extremista mais mortífero em África, com mais de 4.200 pessoas assassinadas, segundo o levantamento realizado pelo Centro de Estudos Estratégicos de África (ACSS, na sigla em inglês).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG