Exército vai acabar com Estado Islâmico antes do fim do ano

O deputado russo, Vladimir Shamanov destacou que mais de um milhão de sírios voltou às suas casas desde o início das operações das forças aeroespaciais da Rússia na Síria

Um deputado russo afirmou esta segunda-feira que o exército da Síria vai recuperar o controlo da fronteira oriental e acabar com as estruturas militares do grupo extremista Estado Islâmico (EI) antes do fim do ano.

O presidente da comissão de Defesa da câmara baixa do parlamento russo, Vladimir Shamanov, falava numa reunião com deputados do Cazaquistão.

"Calculamos que antes do final do ano as tropas governamentais irão restabelecer o controlo da fronteira oriental da República Árabe Síria e que o Estado Islâmico deixará de existir como uma estrutura armada organizada", afirmou.

Shamanov, general retirado, destacou que mais de um milhão de sírios voltou às suas casas desde o início das operações das forças aeroespaciais da Rússia na Síria, em setembro de 2015, e sublinhou que só este ano 660 mil pessoas forçadas a fugir do EI também já regressaram.

"Em geral, pode dizer-se que as principais tarefas da operação militar russa na Síria foram praticamente cumpridas", disse o deputado russo, citado pela agência de notícias espanhola Efe.

O encontro interparlamentar russo-cazaque coincidiu com o arranque de Astana-7, a sétima ronda de consultas na capital do Cazaquistão sobre o cumprimento do cessar-fogo na Síria, que se vai prolongar até terça-feira.

Todas as delegações participantes nas consultas chegaram já a Astana, informou o Ministério dos Negócios Estrangeiros do Cazaquistão.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG