"Não votem num assassino". Sharon Stone tem irmã infetada e aponta culpados

A atriz norte-americana tem a irmã e o cunhado internados no estado de Montana, depois de perder a avó e a madrinha. A culpa é de quem não usa máscara, acusou. E, sem o citar diretamente, Stone criticou Donald Trump por não saber lidar com a pandemia. "Não votem num assassino", disse.

A atriz Sharon Stone está a sofrer com a doença da sua irmã, infetada com covid-19 tal como o cunhado, e através do Instagram, disse que as pessoas que não usam máscaras são as culpadas. De forma indireta, Donald Trump também foi criticado por ser irresponsável na forma como lidou com a pandemia: "Não votem num assassino."

"Um de vocês, que não usa máscara, causou isto", disse Stone num post publicado no domingo, referindo-se à condição da sua irmã, internada num hospital.

A postagem de Stone ocorre quando mais de 5,4 milhões de pessoas foram infetadas e 170 052 morreram de coronavírus nos EUA, de acordo com dados da Universidade Johns Hopkins. Autoridades de saúde expressaram preocupação com o facto de que, à medida que a pandemia avança, alguns americanos estão a tornar-se complacentes com as precauções de saúde e a permitirem assim uma maior disseminação.

A irmã de Sharon Stone, Kelly, teve lúpus antes de ser diagnosticada com covid-19, de acordo com o post. Stone partilhou uma foto que disse ser do quarto de hospital da sua irmã, no estado de Montana.

A irmã tem um sistema imunológico enfraquecido e só foi à farmácia antes de ser infetada, argumentou Stone.

Num post na sua própria página, Kelly Stone disse que tinha viajado com o marido até ao Montana pensando que evitariam o vírus. Agora, disse, está a "lutar para respirar".

Sharon Stone exortou os seus seguidores a seguir as precauções contra a propagação do vírus.

"Use uma máscara! Por si e pelos outros. Por favor", apelou a atriz.

A família mora no estado de Montana, onde os testes são reservados apenas a pessoas com sintomas. Stone disse que a sua mãe, que teve dois ataques cardíacos, não pôde fazer o teste da covid. Está preocupada.

Nos posts no Instagram, Sharon Stone assumiu uma atitude política, criticando a forma como Donald Trump lidou com pandemia, como "um assassino", e apelando ao voto nos Democratas.

Uma publicação partilhada por Sharon Stone (@sharonstone) a

A atriz de 62 anos disse ainda que tentou sem sucesso entrar em contacto com o governador de Montana e o departamento de saúde, recordando que já perdeu dois familiares.

"A minha avó morreu de covid e minha madrinha morreu de covid", disse Stone. "A minha irmã e o marido estão a lutar pelas suas vidas e minha irmã não está bem", acrescentou, criticando ainda o facto de no Montana os resultados dos testes demorarem cinco dias a serem conhecidos.

Sharon Stone encerrou o vídeo instando os fãs a votarem, expressando apoio a Joe Biden e Kamala Harris na sua campanha para a presidência dos Estados Unidos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG