Senador atacado com ovos após culpar muçulmanos por ataque a mesquitas

Fraser Anning agrediu o adolescente de 17 anos após este o ter atingido. Momento foi captado e está a ser partilhado nas redes sociais

"A verdadeira causa do derramamento de sangue nas ruas da Nova Zelândia hoje é o programa de imigração que permitiu que os fanáticos muçulmanos migrassem para a Nova Zelândia". Foram estas palavras do senador australiano Fraser Anning, após o ataque terrorista em duas mesquitas neozelandesas - que provocou a morte a 49 pessoas - que causaram indignação no país de origem do terrorista.

Um adolescente de 17 anos foi mais longe na revolta e atirou um ovo à cabeça do senador: este reagiu agredindo-o duas vezes. com violência

O jovem de 17 anos foi ainda derrubado pelos apoiantes do senador - um deles fez-lhe uma chave ao pescoço, que durou algum tempo - e depois foi detido. Libertado no mesmo dia, ainda se desconhece se irá ser alvo de alguma acusação.

As imagens foram captadas pelos jornalistas presentes na conferência de imprensa onde ocorreu o incidente - Melbourne, na Austrália - e partilhadas nas redes sociais. Os internautas reagiram condenando a violência usada pelo senador e os seus apoiantes, apelidando-a de "completamente desproporcional".

A reação do senador ao ataque terrorista que matou 49 pessoas - homens, mulheres e crianças - e que geriu o protesto do adolescente.

Exclusivos

Premium

Livro

Antes delas... ninguém: mulheres que desafiaram o domínio masculino

As Primeiras - Pioneiras Portuguesas num Mundo de Homens é o livro com as biografias de 59 mulheres que se atreveram a entrar nas profissões só de homens. O DN desvenda-lhe aqui oito dessas histórias, da barrista Rosa Ramalho à calceteira Lurdes Baptista ou às 'Seis Marias' enfermeiras-paraqueditas, entre outras