Relíquias de Fátima roubadas de igreja. "É estranho um roubo destes"

Roupas dos pastores Jacinta e Francisco Marto, uma coroa e um terço de ouro foram roubados. Valem pouco menos de mil euros, disse o padre da paróquia Gesù Divino Lavoratore, no norte de Itália

Relíquias dos pastores e outros objetos religiosos do santuário de Fátima foram roubados na quarta-feira de uma igreja em Verona, no norte de Itália, onde estavam expostos no âmbito de uma peregrinação.

O alerta foi dado pelos fiéis ao início da tarde de quarta-feira, quando deram por falta do ouro na imagem de Nossa Senhora de Fátima durante um funeral, afirmou o padre Andrea Ronconi ao jornal italiano Corriere della Sera .

Roupas dos pastores Jacinta e Francisco Marto - que em 2017 foram elevadas à categoria de santos -, uma coroa e um terço de ouro tinham desaparecido e a porta lateral da igreja estava aberta, referiu o padre da paróquia de Gesù Divino Lavoratore.

Através das câmaras de vigilância, que estão a ser examinadas pela polícia, foram vistos duas pessoas, uma das quais se terá escondido na igreja antes de esta fechar, por volta do meio-dia.

"É realmente estranho um roubo destes", diz padre

Andrea Ronconi afirmou que o homem que ficou do lado de fora o abordou no fim da missa e saiu com ele da igreja.

"Isto nunca aconteceu aqui. É realmente estranho um roubo destes, especialmente se pensarmos no pequeno valor monetário dos objetos", pouco menos de mil euros, disse ao jornal.

"Mas para os crentes, o valor é inestimável", afirmou o pároco, apontando o "forte valor espiritual" que os fiéis católicos veem na representação de Maria.

A imagem de Nossa Senhora de Fátima está entre 12 exemplares que anualmente partem do santuário e vão em peregrinação pelo mundo.

Exclusivos