40 detidos por terrorismo podem ser libertados em breve

O procurador antiterrorismo de França referiu hoje que cerca de 40 detidos condenados por terrorismo devem ser libertados ainda este ano e em 2019,

Em declarações à televisão BFM, François Molins disse que a França ainda enfrenta uma significativa ameaça de apoiantes a nível interno do grupo 'jihadista' Estado Islâmico (EI).

Molins admitiu que entre 600 a 700 extremistas franceses de deslocaram para regiões do Iraque e da Síria reivindicadas pelo EI, apesar de admitir que muitos foram provavelmente mortos.

O magistrado disse ainda que as autoridades admitem a eliminação física no Médio Oriente de alguns dos organizadores dos ataques de novembro de 2015 em Paris.

François Molins ​​​​​​considera o regresso dos cerca de 40 detidos à sociedade "um elevado risco"

Molins disse que a investigação sobre os ataques simultâneos na sala de concertos Bataclan, em cafés de Paris e no Estádio nacional deve ficar concluída em 2019.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG