Procura disparou: sumo de laranja em alta no mercado

Consequência do aumento da procura de um alimento que reforça o sistema imunitário, o mercado de futuros do sumo de laranja aumentou 20%, o maior aumento mensal desde 2015.

Com os consumidores à procura de produtos saudáveis que aumentem as defesas naturais do organismo, a procura por sumo de laranja disparou e o mercado de futuros já reflete essa tendência: aumentou 20% este mês, o maior aumento mensal desde 2015.

De acordo com a BBC, a procura tem vindo a aumentar substancialmente, enquanto o fornecimento se vê a braços com dificuldades em colocar os produtos nos pontos de venda. O sumo de laranja teve, por isso, a subida mais expressiva no mercado de futuros (um mercado financeiro em que os bens são transacionados numa data futura, a um preço e quantidade determinados por contrato).

O surto de Covid-19 atingiu a oferta e a procura do sumo de laranja. "A procura cresce pelas propriedades que estimulam o sistema imunológico, mas a oferta não é suficiente dado que as companhias áreas não estão a voar, para trazer o produto", diz à BBC Stephen Innes, da corretora AxiCorp.

Questionado sobre se este aumento se traduzirá num aumento dos preços do sumo de laranja que é colocado nos postos de venda, Innes diz que o efeito será "rápido": "os produtores passarão o aumento dos preços para os supermercados e outros compradores".

Do lado da produção também começa a haver restrições, devido à falta de trabalhadores e à necessidade de distanciamento entre os que estão a trabalhar, o que limita a capacidade produtiva.

Os contratos futuros são comuns em bens como a laranja (ou o trigo, por exemplo), dado que constituem uma forma de os produtores se protegerem de períodos de más colheitas ou desastres naturais.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG