Presidente egípcio, "ligeiramente usado", à venda no eBay

Abdel Fattah al-Sisi declarou que, se pudesse, se vendia para ajudar o Egito. No eBay, houve quem lhe fizesse o favor

"Por favor, licite já para ajudar o Egito a recuperar a sua independência política e económica". Esta era umas das frases que um voluntarioso utilizador do eBay escreveu a propósito do negócio que propunha na plataforma de comércio online: a compra do presidente do Egito, Abdel Fattah al-Sisi. Uma mercadoria "sem valor", daí que pedisse aos eventuais compradores que licitassem o preço considerado mais justo pela aquisição.

O negócio era, afinal, a resposta irónica a uma declaração do presidente egípcio: em discurso, al-Sisi garantiu que, se pudesse, não hesitaria em "vender-se" para pagar a dívida do país. "O próprio presidente afirmou que se vender-se pudesse ajudar, ele não hesitaria. Portanto, estamos a fazê-lo por ele, por nós e pela humanidade", escrevia o vendedor no eBay. O "produto" acabou por ser eliminado horas depois de o leilão para adquirir o presidente egípcio ter sido colocado online, mas enquanto esteve disponível chegaram ao eBay mais de 100 licitações, fazendo com que o preço de al-Sisi ultrapassasse os 100 mil dólares, cerca de 90 mil euros.

O vendedor que colocou o presidente no eBay, e que tem várias críticas positivas pelas transações que costuma fazer no site, chegou mesmo a responder a questões dos eventuais "compradores", conta o Mashable: o produto estava ligeiramente usado pelos antigos proprietários - as famílias reais do Golfo, indicava - e o envio era gratuito.

Nas redes sociais, os comentários não se fizeram esperar: muitos egípcios anunciaram a venda no Twitter e pediram aos interessados o "favor" de lhes levarem o presidente.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG