Planearam uma viagem à Síria no TripAdvisor. Acabaram na prisão

No Reino Unido, dois jovens de 22 anos foram condenados a 14 anos de prisão por tentarem ingressar no grupo terrorista Estado Islâmico.

Dois amigos de nacionalidade britânica, Safwaan Mansur e Hanzalah Patel, foram condenados a 14 de prisão, acusados de tentarem ingressar nas fileiras do ISIS e de estarem a preparar ataques terroristas em nome daquela organização.

De acordo com o jornal britânico The Guardian, os dois jovens usaram o TripAdvisor para fazer pesquisas sobre uma área perto da fronteira com a Síria que é considerada uma zona de passagem para os que tentam juntar-se ao ISIS. Em 2016, Mansur e Patel viajaram para a Turquia e fizeram uma viagem de um dia de autocarro até à província de Hatay, já perto da fronteira. Voltaram à Turquia em 2017, altura em que foram detidos num hotel em Istambul. Após nove dias de prisão, foram reenviados para o Reino Unido.

No julgamento que terminou esta segunda-feira, num tribunal de Birmingham, a defesa alegou que os dois jovens tinham tinham traçado um plano "ingénuo e idiota" para atravessar a fronteira da Síria, mas apenas em turismo, sem qualquer intenção de combater pelo Estado Islâmico ou de preparar atos terroristas. Mas o argumento não convenceu o tribunal.

Mansur e Patel tinham sido dados como desaparecidos pela família e o pai do segundo tinha já dado conta às autoridades de que o filho lhe tinha mentido sobre uma mesquita que frequentava na Alemanha.

Os dois homens foram encontrados com kits de sobrevivência que incluíam purificadores de água e carregadores solares, que os dois alegaram ter sido oferecidos por amigos alemães. "As pessoas na mesquita gostavam de atividades ao ar livre, como acampar - esta foi a explicação que foi dada" pelos dois amigos britânicos, contestou a acusação.

Mansur e Patel foram condenados por um tribunal de jurados a 1 de abril, uma sentença agora traduzida em 14 anos de prisão.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG