Perpétua para jihadista que planeou ataque ao Museu Britânico

Jovem de 18 anos é britânica e queria ir para a Síria como "noiva jihadista".

Uma jihadista britânica de 18 anos foi sentenciada hoje a pena perpétua por ter planeado um ataque ao Museu Britânico, em Londres, depois de não ter conseguido ir para a Síria como "noiva jihadista". Safaa Boular foi condenada em junho de preparação de ataque terrorista.

A mãe e a irmã mais velha de Safaa foram também condenadas, naquele que é o primeiro caso no Reino Unido de uma célula totalmente feminina inspirada no grupo extremista Estado Islâmico.

Ao anunciar hoje a sentença, o juiz Mark Dennis considerou que, apesar da juventude, Boular "sabia o que estava a fazer a agiu de olhos bem abertos".

A irmã, Rizlaine Boular, 22 anos, foi também condenada a prisão perpétua, e a mãe, Mina Dich, 44 anos, a 11 anos e nove meses.

Safaa Boular planeou o ataque ao Museu Britânico depois de, com 16 anos, ter sido impedida pela polícia de viajar para a Síria ao encontro do namorado, um combatente do grupo jihadista Estado Islâmico.

Vigiada pela polícia antiterrorista britânica, foi detida após a morte do namorado, a quem tinha contado o plano de ataque contra o museu londrino.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG