Pelo menos 57 mortos em explosão de um camião-cisterna na Tanzânia

A explosão de um camião-cisterna próximo da cidade de Morogoro, a cerca de 200 quilómetros a oeste da capital da Tanzânia, Dar es-Salam causou pelo 57 mortos

A explosão ocorreu esta manhã, depois do despiste de um camião cisterna perto da cidade de Morogoro, anunciaram as autoridades locais, que anunciaram a extinção do incêndio ao final da manhã.

"Houve uma forte explosão que matou até agora pelo menos 57 pessoas", afirmou o chefe regional da polícia, Willbrod Mtafungwa, em declarações aos jornalistas. As vítimas, sublinhou o responsável, serão "principalmente condutores de moto-táxis e de pessoas dos arredores que foram roubar o combustível" que se derramou da cisterna do camião após o despiste.

A explosão ocorreu por volta das 08:30 (horário local, 06:30 em Lisboa) na cidade de Msamvu, na periferia de Morogoro.

Logo depois de o camião se ter despistado, os motoristas de "boda-boda" -- moto-táxis - correram para o local para tentar recuperar o combustível, assim como os moradores da cidade.

Foi então que o combustível entrou em combustão, presumivelmente por causa de um cigarro.

"Os corpos foram levados para o hospital", disse o chefe regional da polícia.

No local, podiam-se ver moto-táxis destruídos e carbonizados espalhados entre as árvores também marcadas pela explosão, segundo testemunhas entrevistadas, por telefone, pela agência de notícias francesa AFP.

"A região de Morogoro nunca havia experimentado um desastre de tal magnitude, o camião-cisterna virou-se na beira da estrada em Msamvu e o combustível derramou", disse o governador de Morogoro, Stephen Kebwe, em declarações à imprensa no local.

"Mobilizámos todos os médicos do hospital regional de Morogoro para que os feridos possam ser atendidos. Os pacientes que já estavam lá, mas não em estado grave, foram transferidos para outros hospitais" para dar lugar às vítimas da explosão, acrescentou, sem especificar o número exato de feridos.

Este tipo de tragédia não é incomum em África. No início de julho, no centro da Nigéria, pelo menos 45 pessoas morreram e mais de 100 ficaram feridas quando a população saqueou um camião-cisterna acidentado, que acabou, também, por explodir.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG