Pânico em Delhi com poluição em níveis máximos durante festival das luzes

A capital indiana é o sexto local mais poluído do mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde

A cidade de Delhi acordou, esta segunda-feira, envolta num manto de fumo cinzento. Os níveis de poluição superaram vinte vezes o limite recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS). E espera-se que a qualidade do ar continue a piorar nos próximos dias com o uso de fogo-de-artifício no festival das luzes, o Diwali, segundo a BBC.

Acordar rodeados de poluição não é uma novidade para os habitantes da capital indiana. Delhi é o sexto pior local do mundo em termos de poluição, segundo a OMS. E, todos os anos, por altura do mais importante festival hindu do norte do país, a capital indiana regista uma diminuição significativa da qualidade do ar por causa do fogo-de-artifício. Por esta razão, o Supremo Tribunal do país optou por restringir, este ano, a duração do espetáculo pirotécnico para duas horas diárias durante a festa que celebra a vitória do Bem sobre o Mal.

Nas redes sociais, os cidadãos têm partilhado a sua preocupação sobre os níveis históricos de poluição atingidos, revelando algum pânico em relação a uma eventual degradação da situação nos próximos dias.

A poluição na capital indiana começou a piorar este domingo e a qualidade do ar foi classificada como "má". Entretanto esta segunda-feira subiu mais um degrau na escala do índice de Qualidade do Ar, passando para a categoria de "perigosa".

As autoridades pediram aos habitantes para se manterem em casa o máximo de tempo possível e começaram a encerrar obras pela cidade. O governo indiano criou ainda um Plano de Ação de Resposta Gradual para melhorar a qualidade do ar, que proíbe, por exemplo, queimas de lixo.

Exclusivos