O tweet de Greta que irritou os comboios alemães

A jovem ativista ambiental sueca publicou uma foto sua, sentada no chão, num comboio alemão "cheio". A empresa ferroviária aproveitou a ocasião para dizer que lhe ofereceu um lugar em primeira classe

A idade de Greta Thunberg é um assunto mundial. Presidentes de países populosos chama-lhe "pirralha", comentadores online discutem a sua maturidade. E, apesar de tudo, a jovem ativista sueca de 16 anos comporta-se como a maioria dos jovens da sua idade: e publica fotos suas nas redes sociais. No sábado, depois de sair de Madrid onde participou na cimeira do clima da ONU, escreveu no Twitter duas frases curtas, acompanhadas por uma foto em que parece pensativa, a contemplar a paisagem: "A viajar num comboio superlotado na Alemanha. Estou finalmente a caminho de casa!"

Nada disto parece destinado a ser notícia. Mas foi. A comanhia alemã Deutsche Bahn decidiu reagir. Primeiro num tweet em que pediu desculpas a Greta pela inconveniência de ter viajado num comboio cheio, e prometendo trabalhar para melhorar o serviço. Porém, pouco depois, a mesma companhia decidiu apagar a mensagem inicial e seguir uma outra estratégia.

"Querida Greta", escreveu a empresa alemã, "Obrigado por nos apoiar na luta contra as alterações climáticas! Ficámos felizes por ter viajado connosco no sábado no ICE 74... mas teria sido ainda mais agradável, se tivesse também referido como foi tratada de forma amigável e competente pela nossa equipa no seu lugar na primeira classe."

A empresa gerou, com este tweet, a habitual onda de comentários. E uma polémica sobre a forma como a jovem de 16 anos foi "ingrata", ou usufruiu de um "benefício".

A explicação era bem mais simples. Greta não se estava a queixar por viajar sentada no chão, e até acredita que isso é um bom sinal, porque os comboios cheios mostram que há muita gente que os usa para viajar - e isso é bom, ambientalmente. "Sentamo-nos no chão em 2 comboios diferentes. Depois de Göttingen, consegui um lugar. Isto não é um problema, claro, e nunca disse que era. Comboios superlotados são um grande sinal que significa que a procura é alta!"

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG