O estranho caso das orelhas censuradas na televisão chinesa

Imagens de atores com brincos nas orelhas têm sido desfocadas numa plataforma de streaming chinesa. Ainda não é claro se esta será uma nova diretiva do regulador chinês, que já proibiu tatuagens e demonstrações LGBT.

Num recente episódio doreality show chinês I, Actor as orelhas do jovem ator Jing Boran surgem desfocadas, e esta não é a primeira vez que tal acontece. A razão? O brinco que o ator usava, mostra a BBC. Tal tem, aliás, acontecido com atores masculinos várias vezes em programas da plataforma de streaming iQiyi​​​​​​, semelhante à Netflix.

Depois de, no ano passado, o regulador chinês para os media ter proibido as estações de televisão de mostrarem atores com tatuagens, tal como foram proibidas demonstrações de "cultura do hip hop, subcultura e cultura imoral", em que se incluem demonstrações LGBT, não é claro se há agora, de facto, uma nova proibição de mostrar atores com brincos.

Certo é que têm existido fortes críticas por parte dos utilizadores, que dizem estar em curso uma nova forma de censura e dizendo tratar-se de estereótipos de género. A hashtag #MaleTVStarsCantWearEarrings já foi usada mais de 88 mil vezes na rede social chinesa Weibo, contou a BBC.

Recorde-se que, na China, todos os programas devem ser submetidos aos gabinetes do partido Comunista pelo menos dois meses antes da sua transmissão. Normalmente, o processo demora ainda mais tempo no caso de programas estrangeiros. A regulação que outrora incidia sobre a televisão estendeu-se às plataformas digitais, devido às mudanças nos hábitos de consumo dos espectadores.

Exclusivos