O alemão da Baviera que quer acabar com o plástico descartável em todo o mundo

Manfred Weber lança esta terça-feira a campanha do PPE às europeias, apresentando um conjunto de propostas eleitorais. Na lista de 12 pontos consta a ideia de acabar com o plástico descartável no mundo inteiro.

Manfred Weber lança esta terça-feira a campanha do Partido Popular Europeu (PPE) às eleições europeias de maio, apresentando um conjunto de propostas eleitorais. Na lista de 12 pontos consta a ideia de acabar com o plástico descartável no mundo inteiro.

O plano do candidato do PPE à presidência da Comissão Europeia é apresentado hoje em Atenas. A capital grega é, curiosamente, a mesma cidade europeia onde a número dois da lista de Rui Rio ao Parlamento Europeu, Lídia Pereira, foi eleita, em 2018, presidente da maior estrutura partidária juvenil, o Youth EPP, a mesma família política europeia pela qual concorre Weber.

Em declarações ao jornal alemão Bild am Sonntag, Weber, alemão da Baviera e membro da União Social Cristã (CSU), considerou importante travar "muito rapidamente uma luta contra o lixo nos mares em todo o mundo", se assim não for, "a próxima geração terá imensos problemas".

Por essa razão, se chegar a presidente da Comissão Europeia pretende "propor um tratado global que proíba os plásticos descartáveis". Mas esta não é a única medida de âmbito global, que o atual eurodeputado da CSU quer promover. Weber, de 46 anos, quer também acabar com o trabalho infantil em todo o mundo, como parte da sua estratégia de acordos comerciais da União Europeia, com outras regiões, à escala planetária.

À escala europeia, Weber faz uma promessa, em matéria de emprego, que lembra a de Jean-Claude Juncker, seu antecessor enquanto "spitzenkandidat" do PPE. Quando se apresentou como cabeça de lista do PPE, nas eleições europeias de 2014, Juncker prometia dedicar o seu mandato na Comissão Europeia a políticas dirigidas ao que apelidou de 29.º Estado membro da União Europeia, constituído por mais de 5 milhões de jovens europeus desempregados.

Em 2019, cinco anos depois, Weber vem agora prometer 5 milhões de novos empregos para jovens em toda a Europa, caso venha a ocupar o escritório do 13.º piso do edifício Berlaymont em Bruxelas, símbolo do poder executivo da União Europeia.

Weber não diz se se refere especificamente ao seu parceiro na família política europeia do PPE, Jean-Claude Juncker, mas em declarações ao Bild am Sonntag considerou que o que se fez até aqui em matéria de emprego "foi muito pouco".

Em relação à política migratória da União Europeia, o alemão quer dá continuidade à proposta da atual Comissão, que quer criar uma frente de 10 mil guardas, para as fronteiras externas da União Europeia. Weber quer também continuar a "desburocratizar" a burocrática União Europeia, prometendo eliminar 1000 leis supérfluas, embora não especifique quais.

Outra proposta, pretende fomentar a aquisição de uma habitação, entre as famílias compostas por jovens, com a intervenção do Banco Europeu de Investimento para garantir empréstimos habitacionais com juros baixos.

Exclusivos