Número diário de mortes em Nova Iorque volta a subir. Contágios mantêm abrandamento

Em 24 horas, o estado de Nova Iorque registou 778 óbitos. No total, já são 10 834 vítimas mortais.

O número diário de mortes no estado de Nova Iorque, epicentro da pandemia da covid-19 nos Estados Unidos, voltou esta terça-feira a subir, com 778 óbitos nas últimas 24 horas, mas os novos contágios mantêm a tendência de abrandamento.

Estas informações foram avançadas pelo governador de Nova Iorque, Andrew Cuomo, durante a conferência de imprensa diária que atualiza os dados relativos ao surto da covid-19 naquele estado.

Com estes 778 óbitos (um número superior às 671 mortes registadas no dia anterior), o estado de Nova Iorque totaliza 10.834 vítimas mortais desde que foi diagnosticado o primeiro caso de contágio pelo novo coronavírus naquela região.

Atualmente, os Estados Unidos são o país que regista o maior número de mortes e de infetados pela doença covid-19, sendo o estado de Nova Iorque o epicentro do surto no território norte-americano, com mais de 195 mil casos.

Autoridades acreditam que pico do surto já foi atingido em Nova Iorque

Na mesma conferência de imprensa, Andrew Cuomo indicou que a média dos últimos três dias relativa a novas hospitalizações por causa da covid-19 caiu ligeiramente, acrescentando que as autoridades locais acreditam que o estado chegou ao pico do surto.

"Achamos que atingimos o pico", declarou o governador democrata.

Apesar da tendência de abrandamento nos novos casos e nas hospitalizações, Andrew Cuomo advertiu que o número diário de pessoas admitidas nos hospitais ainda é alto.

"Ainda ontem [segunda-feira] tivemos 1.600 pessoas a serem admitidas", afirmou.

"O número ainda está alto", reforçou o governador de Nova Iorque.

Testes insuficientes

Andrew Cuomo frisou ainda que um dos grandes desafios que enfrenta aquele estado é a grande quantidade de testes que é necessária para avaliar a ameaça do novo coronavírus.

"A capacidade não existe", referiu o representante, afirmando que mesmo que empresas do setor privado produzam cerca de 60 mil testes por mês esse número "não é suficiente".

O governador de Nova Iorque fez ainda um apelo para que as autoridades e as grandes empresas do setor das tecnologias trabalhem em conjunto para criarem um sistema de testes dentro de semanas.

"Descubram como fazer testes. Descubram como usar a tecnologia para rastrear", reforçou.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já provocou mais de 120 mil mortos e infetou mais de 1,9 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Dos casos de infeção, cerca de 402 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG