Noruega vai desarmar a polícia

Polícias começaram a circular com armas de fogo em 2014, mas a experiência que durou pouco mais de um ano vai acabar

A Noruega anunciou que vai desarmar toda a força policial, após uma experiência com o uso generalizado de armas de fogo que durou pouco mais de um ano. A direção-geral da polícia da Noruega anunciou que "não existem motivos para continuar" o processo, devendo todos os polícias deixar de transportar armas.

Uma subida do nível do alerta terrorista na Noruega, em novembro de 2014, levou a direção-geral da polícia a aplicar a medida temporária de armar a sua força policial - antes disso, os policias noruegueses mantinham as armas trancadas nos carros da polícia, em vez de as transportarem consigo, com indicação de as usarem apenas em situações de emergência.

Esta situação deverá regressar, uma vez que a direção-geral da polícia acaba de anunciar, de acordo com o jornal britânico The Independent, que "não existem motivos para continuar" a experiência, e que os polícias deverão deixar de andar armados "quanto antes".

No dia 13 de novembro, a polícia norueguesa já fizera declarações semelhantes, mas após os atentados em Paris nessa mesma noite acabou por decidir prolongar o período em que a polícia circularia armada.

A polícia norueguesa usava tão pouco as suas armas antes do período em que começou a circular armada que, em 2014, só houve duas ocasiões em que armas de fogo foram usadas pela polícia, sem nenhuma vítima mortal.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG