Noivo casou-se doente. Morreu dois dias depois e mais de 100 pessoas estão infetadas

Jovem de 26 anos, que já apresentava sintomas, casou a 15 de junho perante 400 pessoas, morreu dias depois e teve centenas de pessoas no funeral

Mais de 100 pessoas foram infetadas pelo novo coronavírus na Índia depois de participarem, com poucos dias de intervalo, no casamento e no funeral de um jovem que possivelmente contraiu covid-19, informa a imprensa local.

Mais de 400 pessoas acompanharam a cerimónia de casamento, a 15 de junho, de um jovem de 26 anos que estava com sintomas da doença e que morreu dois dias depois do matrimónio, tendo centenas de pessoas comparecido no funeral.

"Até o momento, 111 pessoas, que participaram no casamento ou no funeral, apresentaram resultado positivo. Todas as outras foram identificadas e iniciaram o isolamento", afirmou à AFP Raj Kishor Chaudhary, médico chefe de Patna, a capital regional de Bihar.

As autoridades estabeleceram uma área especial de testes para as pessoas que compareceram aos dois eventos após a deteção de um foco na região.

A família do noivo está a ser investigada. Os médicos não sabem se o falecido foi o responsável por todas as contaminações, pois o corpo foi rapidamente cremado pelos seus familiares antes de um exame de diagnóstico.

Nenhum parente do noivo, incluindo a esposa/viúva, apresentou resultado positivo para o novo coronavírus.

Engenheiro de computação em Guargaon, cidade satélite de Nova Deli, o jovem voltou a casa apenas uma semana antes do matrimónio e estava com febre e diarreia, afirmou Raj Kishor Chaudhary. Esteve hospitalizado durante alguns dias, mas a família levou-o para casa e tratou dele à base de medicamentos, tendo celebrado o casamento apesar do seu estado de saúde.

O número de casos de covid-19 na Índia já ultrapassou os 600 mil desde o início da pandemia, depois de o país registar 19.148 infeções nas últimas 24 horas, anunciaram esta quinta-feira as autoridades.

A nova contagem oficial é de 604.641 casos, com 100 mil registados só nos últimos quatro dias.

O ministro da Saúde indiano indicou ainda que o novo coronavírus já matou 17.834 pessoas no país desde o início da pandemia.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG