Neste apartamento é "proibido cozinhar na cozinha"

No imóvel com 35 metros quadrados é estritamente proibido cozinhar e não podem estar mais de duas pessoas no seu interior

A crise imobiliária está a afetar também Amesterdão, na Holanda, onde os preços dos imóveis têm vindo a disparar devido a uma escassez de habitações.

Em Amesterdão, uma imobiliária está a alugar um apartamento, de 35 metros quadrados, por 1.100 euros por mês, mas a habitação vem com umas regras peculiares: é estritamente proibido cozinhar e não são permitidas mais de duas pessoas em simultâneo dentro do apartamento.

No anúncio online do apartamento, avançado pela RTL, pode ler-se:" Este apartamento tem uma casa de banho privada e uma cozinha. A cozinha está totalmente equipada, com exceção de uma placa de fogão. Cozinhar é explicitamente proibido, de acordo com os regulamentos".

O anúncio acrescenta ainda que "no entanto o apartamento tem um micro-ondas e aquecedor de água. Só é permitido um máximo de duas pessoas em qualquer momento".

Embora tenha sido anunciado como um apartamento com dois quartos, um deles é a casa de banho e o outro é uma divisão comum de quarto com cozinha.

Contactada pelo jornal britânico The Guardian, a agencia imobiliária Stone Capital não fez qualquer comentário sobre o assunto, ainda assim, a porta-voz do agente imobiliário disse que estava "insegura" em relação aos regulamentos que impediam cozinhar no apartamento, acrescentando que os proprietários eram os responsáveis pela redação do anúncio.

O anúncio já foi retirado do site do agente imobiliário.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG