Namorada de Salvini anuncia separação no Instagram e o tema passou a ser político

Elisa Isoardi, modelo e apresentadora de televisão, de 35 anos, anunciou esta segunda-feira a separação do vice-primeiro-ministro e ministro do Interior italiano Matteo Salvini

Com um poema italiano contemporâneo, ilustrado por uma foto em que Matteo Salvini a beija no pescoço, vestida de robe, Elisa Isoardi anunciou esta segunda-feira a sua separação do vice-primeiro-ministro e ministro do Interior de Itália.

"Não é daquilo que demos um ao outro que vou sentir falta mas daquilo que ainda tínhamos para dar", escreveu a modelo e apresentadora de televisão,´de 35 anos, na sua conta de Instagram.

E sublinhou: "Com imenso respeito pelo amor verdadeiro que existiu, obrigada Matteo."

O anúncio feito por Isoardi através do Instagram surge numa altura em que Salvini, líder do partido nacionalista e xenófobo Liga, conhecido pelas suas polémicas com a União Europeia, se encontra de visita ao Gana.

O objetivo da viagem é discutir o problema das migrações e formas de prevenir que migrantes da África Ocidental continuem a tentar chegar à Europa através da Líbia.

A forma como a apresentadora comunicou a separação está a ser alvo de algumas críticas nas redes sociais.

"Acham normal que uma pessoa publique uma selfie nas redes sociais a anunciar o fim da sua relação com um ministro do governo? As nossas instituições perderam tudo - valores, princípios e, agora, a dignidade", escreveu uma mulher no Twitter.

No Instagram, uma outra comentava: "Salvini é um ministro. Podia ter evitado postar esta fotografia."

A deputada de centro-esquerda Alessia Morani notou: "Numa altura em que Itália chora as vítimas mortais do mau tempo, a senhora Isoardi posta uma fotografia de Salvini, meio nu, na cama de um hotel. Ele não é o concorrente da Ilha da Tentação - ele é ministro do Interior".

Temptation Island é um reality show que já teve várias edições nos EUA, Inglaterra e Austrália e os casais terminam sempre da mesma forma: com os relacionamentos dilacerados ou por um fio.

Isoardi apresenta um reality show, sim, mas de culinária: La prova del cuoco, na RAI, baseado no formato da BBC Ready Steady Cook.

Mas ao nível de publicações controversas nas redes sociais, Salvini, que governa coligado com o 5 Estrelas de Luigi Di Maio, não fica atrás da agora ex-namorada.

No domingo, precisamente, partilhara também, mas no Twitter, selfies suas em visita a vários locais atingidos pelo mau tempo, como por exemplo Veneza. Apresenta-se sorridente, apesar da tragédia das inundações, que fizeram quase três dezenas de mortos.

"Se vou, criticam-me por ir. Se não vou, criticam-me por não ir", escreveu, a sorrir, com um helicóptero de socorro como pano de fundo.

Salvini e o seu governo têm-se destacado, mas pela negativa na maioria das vezes. Anti-imigração, recusou deixar atracar em Itália barcos com migrantes, que andaram dias à deriva, até serem aceites por outros países, como Malta ou Espanha.

Anti-euro, apresentou um Orçamento do Estado para 2019 que foi rejeitado pela Comissão Europeia. Algo inédito. Os argumentos são que viola as regras do Pacto de Estabilidade. Os mercados andam nervosos. Mas Salvini. de 45 anos, mantém sempre o tom desafiador.

Anti-UE, chegou a culpar a burocracia europeia pelo colapso da ponte de Génova, a 14 de agosto deste ano. Morreram 43 pessoas. Agora, no mau tempo, nas inundações, morreram 29. Veneza, uma das principais atrações turísticas de Itália, ficou submersa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG