Mulher corta a mão: Acidente ou fraude?

Mulher cortou a mão com uma serra circular em Ljubljana e autoridades acusam-na de encenar o acidente para receber dinheiro do seguro.

Uma eslovena foi presa por alegadamente ter cortado a mão com uma serra circular, para fazer uma queixa fraudulenta, na passada segunda-feira. A jovem de 21 anos queria receber 400.000 euros em indemnizações e pagamentos mensais de cerca de 3.000 euros da apólice.

Segundo o porta-voz da polícia eslovena, Valter Zrinski a mulher teve a ajuda dos seus familiares. A tentativa de fraude ocorreu na casa da mulher na capital Ljubljana, avança o Independent. Depois de se ter inscrito em cinco apólices de seguro, em casa, com uma serra circular, a família cortou-lhe a mão que acabaria por ser deixada para trás de forma a garantir que a deficiência seria permanente. No hospital, a justificação foi que o acidente tinha acontecido a serrar galhos. No entanto, as autoridades conseguiram recuperar a mão da jovem a tempo dos médicos a coserem, no Centro Médico da Universidade de Ljubljana.

Inicialmente, além da jovem, quatro dos seus familiares foram detidos e cada um corre o risco de ser condenado até oito anos de prisão.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG