Moscovo tem mês de janeiro mais quente de sempre. Nove graus acima da média

A temperatura média foi de zero graus na capital russa, cerca de 9º C acima do registo habitual. O ano de 2019 foi também o mais quente de sempre na Rússia.

A temperatura média na capital russa em janeiro foi a mais alta já registada desde que as medições começaram a ser efetuadas, há 141 anos, informou a agência de meteorologia russa à AFP esta sexta-feira.

"A temperatura média observada em janeiro em Moscovo foi de cerca de 0°C, ou seja, 9,3 graus a mais do que a média habitual", afirmou Ludmila Parchyna, meteorologista da Rosguidromet, agência de meteorologia e vigilãncia ambiental da Rússia.

Segundo Parchyna, a última vez que um recorde de temperatura foi batido foi em janeiro de 2007.

Além disso, o ano de 2019 foi o mais quente registado na Rússia até ao momento. Especialistas atribuíram o fenómeno aos ciclones passageiros do Atlântico e às alterações climáticas.

Segundo os cientistas, as ondas de calor - que, de acordo com as previsões, devem intensificar-se - são um sinal inequívoco do aquecimento global.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG