"Merde alors". Ministro luxemburguês irrita-se com Salvini

Jean Asselbor não suportou o ataque do ministro italiano ao Luxemburgo e aos migrantes durante uma conferência em Viena

Matteo Salvini protagonizou mais um momento polémico. Durante uma conferência europeia sobre segurança e imigração, em Viena, o ministro do Interior italiano referiu-se aos migrantes como "escravos" e o ministro luxemburguês dos Negócios Estrangeiros, Jean Asselbor, perdeu a cabeça. No meio da discussão que se desencadeou entre os dois, proferiu a expressão: "Merde alors".

Salvini começara o seu discurso referindo que "alguns colegas tinham dito que precisavam de imigração porque a população europeia está a envelhecer". O ministro italiano, conhecido pelo seu discurso anti-imigração, quis sublinhar que o seu Governo quer "ver os jovens voltarem a ter filhos como acontecia antigamente" e que dispensava ficar "com os melhores jovens africanos e substituir os europeus que já não fazem filhos por motivos económicos".

Disse ainda que Itália e Luxemburgo tinham duas visões diferentes e foi então que Asselbor perdeu a paciência.

"Talvez no Luxemburgo tenham essa necessidade. Em Itália não temos a necessidade de novos escravos para substituir as crianças que já não fazemos. Estamos disponíveis para dialogar com todos..."., dizia Salvini, quando o ministro luxemburguês interrompe-o para dizer ironicamente, "sim, sim, claro".

O italiano continua o ataque, mas Asselbor recorda-o de que "no Luxemburgo há milhares de italianos que vieram como migrantes e trabalharam no Luxemburgo para que a Itália tivesse dinheiro para pagar pelos vossos filhos. Merde alors", desabafa.

Veja o vídeo do momento:

Exclusivos