Menino de 10 anos corrige o Museu de História Natural

Charlie detetou um erro na legenda de uma imagem que identificava uma espécie de dinossauro

Charlie, um menino britânico de 10 anos, detetou um erro no Museu de História Natural de Londres enquanto o visitava com a sua família. O menino, que sofre de síndrome de Asperger, apercebeu-se que um dinossauro estava identificado de forma incorreta, pois um dos cartazes continha um erro ao garantir que a espécie exibida correspondia a um Oviráptor quanto na verdade se tratava de um Protocerátopo.

Charlie e a sua família viajaram de Essex até Londres para realizar uma visita noturna ao museu e, enquanto outras crianças participavam numa atividade, Charlie lia os cartazes, apercebendo-se assim do erro. A imagem que comparava à escala a figura de um ser humano com a de um dinossauro, garantia que se tratava de um Oviráptor, mas Charlie sabia que essa espécie andava sobre duas patas e não quatro, como o que era apresentado na imagem.

O menino avisou os pais, que a principio não acreditaram nele, e em seguida alertou os funcionários do museu que reconheceram a falha e agradeceram a sua colaboração.

"O Charlie adora paleontologia desde que era muito pequeno e começou a ler enciclopédias quando tinha uns três anos", afirmou a mãe do menino em declarações à BBC

"Ele tem síndrome de Asperger e, por isso, quando ganha interesse sobre um tema ele tenta descobrir tudo sobre o assunto", disse.

Apesar de estar ciente dos conhecimentos do filho sobre o tema, a mãe não acreditou quando o menino lhe falou do erro: "Eu sei que ele é bom mas era o Museu de História Natural que estava em questão", afirmou. Mas Charlie insistiu e recorreu ao Google para provar à família que estava certo.

Como forma de agradecimento os responsáveis do museu enviaram uma carta a Charlie na qual se mostravam impressionados com os conhecimentos do menino e o incentivavam a manter o gosto pela paleontologia.

O porta-voz do museu disse ainda à BBC que o lapso se deveu ao facto de a galeria dos dinossauros ser alterada várias vezes e garantiu que o erro iria ser corrigido.

Exclusivos