Membro da Frente Nacional suspenso por negar Holocausto

Líder do partido em Nice foi apanhado a dizer que não houve tantos mortos como se diz

Um líder da Frente Nacional em Nice foi suspenso do partido e corre o risco de ser expulso após declarações vindas a público em que negava o Holocausto e levantava dúvidas acerca do número de mortos resultantes do regime nazi.

Benoît Loeuillet foi filmado secretamente no âmbito de uma reportagem que será emitida esta noite no Canal 8 francês.

"Não acho que tenha havido tantas mortes... durante o Holocausto", disse. "Não sei mesmo o que achar. É complicado... não houve seis milhões [de mortes]. Não houve mortes em massa como nos dizem", reafirmou na reportagem Le FN à la Conquête des Jeunes (A Frente Nacional à Conquista dos Jovens, em tradução literal).

Os jornalistas começaram por pedir autorização para acompanhar o partido para fazer este trabalho, mas, na ausência de resposta por parte da Frente Nacional, decidiu avançar com câmaras ocultas. O objetivo era perceber como é que o partido de extrema-direita liderado por Marine Le Pen mobilizava a juventude.

A Frente Nacional anunciou hoje que irá convocar as suas instâncias disciplinares com vista à expulsão de Benoît Loeuillet e garantiu que desde que este aderiu ao partido nunca manifestou este tipo de ideias.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG