"Mãe de Satã", o explosivo preferido do Estado Islâmico

Na operação policial em França, foram encontrados 71 gramas de TATP, assim como um laboratório e ingredientes para fabricar mais

Bastam três ingredientes fáceis de comprar - acetona, água oxigenada e ácido (sulfúrico, clorídrico ou nítrico) - para fabricar o explosivo preferido do Estado Islâmico: o Triperóxido de triacetona (TATP na sigla em inglês). Conhecido nos meios jihadistas como a "mãe de Satã", este explosivo foi usado, por exemplo, pelos suicidas nos atentados de 13 de novembro de 2015 em Paris e de 22 de março no aeroporto e no metro de Bruxelas. Ontem, na operação policial no sul de França, foram apreendidas 71 gramas deste material, assim como ingredientes e um laboratório preparado para fabricar mais.

"Contrariamente ao que se diz, ver um tutorial na Internet não é suficiente", indicou à AFP, sob anonimato, um especialista em explosivos. "É preciso pelo menos que alguém vos mostre uma vez. Mas instrutores, pessoas do Estado Islâmico, não faltam na Síria e no Iraque. Depois, isto difunde-se de curso prático em curso prático. Depois de verem, podem faze-lo na vossa cozinha", acrescentou.

Descoberto no final do século XIX pelo químico alemão Richard Wolffenstein, o TATP é um explosivo artesanal de fácil fabrico. Após a mistura, obtém-se um pó de cristais brancos semelhante a açúcar e basta depois um simples detonador para o explodir - Salah Abdeslam, um dos jihadistas dos ataques de Paris, comprou os detonadores a um comerciante de material de fogo-de-artifício com a sua carta de condução sem problemas.

Os 71 gramas de material encontrados nos apartamentos que foram ontem alvo de buscas no departamento de Hérault não eram suficientes para um cinto de explosivos, segundo as autoridades. Contudo, já podiam provocar danos. Além disso, os suspeitos já tinham água oxigenada, acetona e ácido sulfúrico para fabricar mais. A compra de grandes quantidades destes ingredientes pode chamar a atenção das autoridades, contudo se for feita em pequenas quantidades pode escapar ao controlo policial. No apartamento foram ainda encontradas seringas e luvas para proteção durante a preparação e notas manuscritas sobre o fabrico.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG