Luta pelo diamante mantém-se, esclarece Índia

O governo indiano esclareceu que quer resolver o caso de forma amigável.

Por cerca de 24 horas acreditou-se que a Índia estava disposta a abrir mão de um dos maiores diamantes do mundo. Mas, afinal, não é bem assim. O governo indiano esclareceu ontem que mantém a intenção de recuperar o Koh-i-Noor, que está nas mãos da Coroa britânica.

Na segunda-feira, um representante do governo da Índia havia afirmado no Supremo Tribunal que o diamante foi dado à antiga potencial colonial e não roubado. Pensou-se então que a disputa diplomática que dura há já várias décadas pela posse do diamante estivesse a chegar ao fim. O ministério da Cultura indiano esclareceu depois que o governo "reitera a sua determinação em envidar todos os esforços para trazer de volta o Koh-i-Noor de forma amigável".

O ministério disse ainda que "a pedra é uma valiosa peça de arte com fortes raízes na história" da nação e que o primeiro-ministro, Narendra Modi está determinado em recuperá-la.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG