Louvre: espanhol despe-se em frente à Mona Lisa

Jovem de 28 anos estava completamente nu no meio dos outros visitantes

Um exibicionista espanhol de 28 anos foi esta segunda-feira à noite detido depois de ter sido encontrado completamente despido em frente ao quadro da Mona Lisa, exposto no Museu do Louvre.

De acordo com o jornal francês Le Figaro, a polícia foi chamada depois de ter sido encontrado, no meio dos visitantes, um homem completamente nu diante da famosa pintura de Leonardo da Vinci.
O jovem, de nacionalidade espanhola, foi obrigado a vestir as roupas, tendo sido algemado e levado para as instalações da polícia.

O caso pode ter-se tratado de uma performance artística, mas o Museu do Louvre, em Paris, já apresentou queixa.

Esta não é a primeira vez que um artista decide despir-se junto à Mona Lisa. Em setembro do ano passado, de acordo com o mesmo jornal, a artista luxemburguesa Deborah de Robertis, de 33 anos, foi detida no Museu do Louvre depois de se sentar na plataforma de madeira por baixo da Mona Lisa, seminua, e exibir a vagina a todos os visitantes. Na performance artística, feita em frente da mais famosa obra de Leonardo da Vinci, Deborah de Robertis gritava "Mona Lisa, a minha vagina, os meus direitos de autor".

"O meu objetivo não era exibir os meus genitais. Queria apenas copiar uma fotografia famosa da Valie Export [artista austríaca que ficou conhecida pelas performances sexualmente provocantes na década de 1970]. A minha mensagem era questionar o lugar das mulheres artistas na história da arte. É por isso que é necessário que eu faça as minhas performances em museus", justificou, na altura.

Foi acusada de exibicionismo e agressão, por ter mordido um segurança do Museu do Louvre. No julgamento, os juízes aceitaram os argumentos da defesa que justificaram o ato como "militante e artístico", alegando que não existiu um "elemento intencional" na exibição sexual.

Deborah de Robertis livrou-se das acusações de exibição sexual, mas foi condenada a 35 horas de serviço comunitário por ter mordido o braço de um guarda.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG