Já são conhecidos os passaportes mais poderosos de 2019. E Portugal está na lista

Já foi revelado o ranking dos países com os passaportes mais poderosos do mundo. Portugal ocupa a quinta posição, juntamente com a Áustria, Holanda e Suíça. Isto significa que o documento dá entrada sem visto em 184 países. Japão e Singapura estão no topo da lista.

Em 2019, Portugal tem o quinto passaporte mais poderoso do mundo, de acordo com o ranking da consultora internacional Henley & Partners. Isto porque os titulares de um passaporte português podem entrar sem a necessidade de um visto em 184 países, tal como acontece com os cidadãos austríacos, holandeses e suíços.

No topo da lista continuam o Japão e Singapura. O passaporte dos cidadãos destes dois estados abre as portas a 189 países, mais cinco que os titulares portugueses. Em segundo lugar está a Coreia do Sul, a Finlândia e a Alemanha, cujos passaportes dão acesso sem visto a 187 países. Itália, Dinamarca e Luxemburgo estão na terceira posição (186). Seguem-se a França, Espanha e a Suécia (185).

A Henley Passport Index avalia trimestralmente a capacidade dos passaportes em todo o mundo e tem em conta o número de países a que dão acesso sem necessidade de obtenção de um visto. Um ranking feito com base nos dados fornecidos pela Autoridade de Transporte Aéreo Internacional (IATA).

Portugal subiu uma posição em comparação com o último ranking internacional, divulgado em janeiro deste ano. Nessa altura, o passaporte português estava em sexto lugar, ao lado dos norte-americanos, ingleses, austríacos, holandeses, suecos e noruegueses.

A incerteza do Brexit empurra o Reino Unido para o pior lugar desde 2010

Seis meses depois, Portugal ultrapassou os EUA, que mantêm o sexto lugar ao lado da Bélgica, Canadá, Grécia, Irlanda, Noruega e Reino Unido, cujos passaportes permitem acesso a 183 países sem a necessidade de apresentação de um visto.

Em 2014, os britânicos e os norte-americanos lideravam esta lista, mas em 2019 caíram para a sexta posição, a mais baixa desde 2010, refere o Henley Passport Index.

A "saída iminente" da União Europeia e a "confusão" sobre os termos do Brexit deixam a posição do Reino Unido, outrora forte, cada vez mais incerta, diz a consultora.

Afeganistão é o pior classificado

Malta (182), República Checa (181), Austrália, Islândia, Lituânia e Nova Zelândia (180), Letónia, Eslováquia e Eslovénia (179) são os países que estão atrás de Portugal no top 10 agora divulgado.

No extremo oposto deste ranking internacional está o Afeganistão, onde os titulares de passaporte só podem entrar em 25 países sem terem de apresentar um visto.

"Com algumas notáveis exceções, os últimos rankings do Índice de Passaporte Henley mostram que países em todo o mundo veem cada vez mais a abertura de vistos como crucial para o progresso económico e social", afirma Christian H. Kaelin, presidente da Henley & Partners e criador do conceito passport index.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG