Intoxicação alimentar leva mais de 2000 crianças ao hospital no Egito

Sintomas surgiram depois de os alunos comerem refeições escolares fornecidas como parte de um programa alimentar para alunos

Mais de 2000 crianças deram esta semana entrada no hospital, no Egito, por suspeita de uma intoxicação alimentar em massa, informou o Ministério da Saúde do país.

O ministro disse que o surto envolveu 2.262 crianças em oito escolas na província de Sohag, no sul do país.

Os sintomas surgiram depois de comerem refeições escolares fornecidas como parte de um programa alimentar para alunos.

Num comunicado, o Ministério informa que a maioria das crianças que deu entrada no hospital já teve alta.

As autoridades estão a analisar amostras das refeições para apurar a origem da alegada intoxicação.

O jornal independente Al-Shorouk escreveu que o governador de Sohag suspendeu o programa alimentar até estar concluída a análise.

Em 2013, estudantes universitários protestaram após cerca de 160 alunos ficarem doentes após comerem uma refeição de atum na Universidade de Al-Azhar, escola centenária dos muçulmanos sunitas no Cairo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG