William tem apenas 11 anos mas já tirou um curso superior

William Maillis quer ser astrofísico e provar a existência de Deus através da ciência

Ainda lhe faltam uns bons anos para poder votar ou conduzir. Mas pode tirar um curso superior. Com apenas 11 anos, William Maillis formou-se em Artes pela universidade de St Petersburg, na Florida.

"Estou totalmente fascinado pelo William e pelo trabalho que ele tem feito. Ele é extremamente brilhante, muito aberto e cooperativo", disse Tonjua Williams, a reitora da universidade de São Petersburgo.

Os pais de William consideram que o rapaz foi sempre precoce: com dois anos já fazia contas simples de matemática, aos três aprendeu o alfabeto em seis línguas e aos quatro começou a aprender álgebra.

Com apenas nove anos terminou o ensino secundário na Escola Secundária de Penn-Trafford, perto de Pittsburgh, no estado da Pensilvânia, e em 2016 inscreveu-se na Universidade de St Petersburg, tendo recebido o diploma no último sábado.

"Todos têm um dom de Deus. Eu fui abençoado pelo dom do conhecimento de ciência e história", contou o jovem à CNN.

William quer continuar a estudar. Pretende tirar um doutoramento em astrofísica e provar a existência de Deus através da ciência. Começa as aulas em agosto na Universidade do Sul da Florida e espera concluir o curso com 18 anos, a idade com que muitos jovens entram para o ensino superior.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.