Três portugueses agredidos na Croácia por outros portugueses

Amigos consideram que foram espancados por terem sido identificados como adeptos do clube azul e branco, já que dois envergavam camisolas do FC Porto.

Três portugueses foram agredidos, nesta quarta-feira à tarde, em Hvar, na Croácia, onde estão de férias, por outros portugueses. O motivo terá sido as camisolas do FC Porto que dois deles vestiam.

Rafael Barbosa, um dos agredidos, contou ao Jornal de Notícias que estavam a passear na rua quando um grupo de portugueses os interpelou. Pensaram que os conheciam e decidiram cumprimentá-los. "Um dos meus amigos tentou cumprimentar um dos rapazes do outro grupo e, de repente, um deles atacou-o com um soco", disse Rafael Barbosa.

"Como estávamos com mochilas, pensei que nos queriam assaltar. Só depois de nos insultarem, chamando-nos tripeiros de m**** e filhos da p***, é que percebemos que tudo poderia estar relacionado com futebol", explica o jovem de 26 anos, natural do Porto.

O português conta ainda que tentaram fugir, mas foram perseguidos. Acabaram por entrar num bar, onde ficaram cerca de uma hora até deixarem de avistar os agressores.

O trio esteve num centro de saúde local para observação e já apresentou queixa na polícia. Os jovens devem regressar a Portugal no domingo.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Operação Marquês

Granadeiro chama 5.º mais rico do mundo para o defender

O quinto homem mais rico do mundo, o mexicano Carlos Slim Helú, é uma das 15 testemunhas que Henrique Granadeiro nomeou para serem ouvidas na fase de instrução do processo Marquês. Começa hoje a defesa do antigo líder da Portugal Telecom, que é acusado de ter recebido 24 milhões de euros do GES para beneficiar o grupo em vários negócios.