O galo de Notre-Dame foi encontrado no meio dos destroços

Escultura de bronze que contém relíquias encontrava-se no pináculo que ruiu no incêndio que destruiu grande parte da catedral francesa na segunda-feira.

Quando o pináculo da catedral de Notre-Deme ruiu na segunda-feira devido ao violento incêndio que destruiu parte da catedral parisiense, todos acharam que o galo de bronze que se encontrava no topo da torre estava perdido para sempre.

Mas afinal não. O galo, que contém relíquias de santos, resistiu à queda de 90 metros e foi encontrado por um especialista em restauro e exibido orgulhosamente no Twitter por Jacques Chanut, presidente da Federação Francesa da Construção. "Incrível! Um dos nossosmembros encontrou nos escombros o galo do pináculo de Notre-Dame. A sua intuição estava certa! Obrigado aos nossos construtores apaixonados pelo património pelo seu empenho: o know-how francês está aqui", escreveu naquela rede social.

A descoberta foi confirmada pelo Ministério da Cultura francês.

As fotografias mostram um homem a segurar o galo de bronze debaixo do braço, visivelmente danificado pela queda. Obra do aqruiteto Viollet-le-Duc, a escultura contém no interior três relíquias: uma parcela da coroa de espinhos, uma relíquia de São Dinis e outra de Santa Genoveva. As relíquias foram colocadas no galo em 1935 pelo arcebispo de Paris que esperava assim fazer do pináculo de Notre-Dame um "para-raios espiritual".

A escultura foi entregue aos bombeiros e Patrick Chauvet, reitor da catedral de Paris, confirmou que o galo foi de facto encontrado mas que ainda não foi possível confirmar se as relíquias se encontram no seu interior. Citad pelo Le Parisien, fonte do Ministério da Cultura francês também explicou que os danos causados pela queda não permitem perceber o que tem lá dentro.

Exclusivos