Mulher exilada durante menstruação morre isolada com os dois filhos no Nepal

Em causa está uma tradição religiosa hindu, chamada "Chhaupadi", que obriga mulheres a exilarem-se durante a menstruação. A sua prática foi proibida em 2005.

A mulher de 35 anos e os dois filhos foram encontrados mortos por familiares, na quarta-feira, numa pequena cabana numa aldeia remota do país em Bajura, a cerca de 400 quilómetros a noroeste da capital, Katmandu.

O chefe do distrito de Bajura, Chetraj Baral, acredita que as mortes se deveram à inalação de fumo.

De acordo com o jornal Kathmandu Post, a cabana, construída para as mulheres da família praticarem o chamado "Chhaupadi", não tinha janelas nem ventilação.

A tradição religiosa hindu "Chhaupadi", praticada na parte ocidental do Nepal, proíbe as mulheres de estarem em contacto com outras pessoas durante o período de menstruação.

Em 2005, o Supremo Tribunal do país proibiu a prática, hoje punível com pena de prisão.

Ainda assim, nos últimos dois anos, pelo menos quatro mulheres morreram no Nepal em situações semelhantes.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

"Petróleo, não!" Nesta semana já estivemos perto

1. Uma coisa é termos uma vaga ideia de quão estupidamente dependemos dos combustíveis fósseis. Outra, vivê-la em concreto. Obrigado aos grevistas. A memória perdida sobre o "petróleo" voltou. Ficou a nu que temos de fugir dos senhores feudais do Médio Oriente, das oligopolísticas, campanhas energéticas com preços afinados ao milésimo de euro e, finalmente, deste tipo de sindicatos e associações patronais com um poder absolutamente desproporcionado.