Morreu chef Paul Bocuse, "a encarnação da cozinha francesa"

Presidente francês elogiou "a generosidade, o respeito pelas tradições e a inventividade" do chef

O 'chef' Paul Bocuse morreu hoje, aos 91 anos, no seu restaurante, perto de Lyon, com o Presidente francês a realçar "a encarnação da cozinha francesa".

Em comunicado, Emmanuel Macron elogiou "a generosidade, o respeito pelas tradições e a inventividade" de Paul Bocuse, assinalando que a gastronomia francesa perdeu "uma figura mítica que a transformou profundamente".

"Os 'chefs' choram nas suas cozinhas, no Eliseu e em toda a França, mas vão continuar com o seu trabalho", afirmou o chefe de Estado francês.

O anúncio da morte de Paul Bocuse, considerado o 'papa' da gastronomia francesa, foi feito pelo ministro do Interior, Gérard Collomb, na sua conta na rede social Twitter.

"Senhor Paul era a França. Simplicidade e generosidade, excelência e arte de viver. O papa dos gastrónomos deixa-nos. Que os nossos chefs em Lyon, como nos quatro cantos do mundo, possam cultivar durante muito tempo os frutos da sua paixão", escreveu Collomb.

Paul Bocuse, oriundo de uma família de cozinheiros, sofria da doença de Parkinson há vários anos e morreu no seu restaurante, em Collonges-au-Mont-d'Or, cidade perto de Lyon onde nasceu.

Ler mais