Londres com segurança reforçadas nas mesquitas

Presidente da câmara de Londres tranquiliza as comunidades muçulmanas da capital do Reino Unido.

Sadiq Kkan, o mayor de Londres, afirmou que haverá forte presença de polícias armados nos arredores das mesquitas na capital do Reino Unido esta sexta-feira.

"Quero tranquilizar as comunidades muçulmanas em Londres. Tenho estado em contacto com a Polícia Metropolitana. Haverá uma forte presença policial nos arredores das mesquitas hoje, assim como polícias armados prontos a responder, quando os londrinos forem rezar", escreveu o mayor na sua conta de Twitter, depois de dar as condolências às famílias das vítimas do atentado na Nova Zelândia que provocou 49 mortos:

Os ataques tiveram início às 13:40 (00:40 em Lisboa), aconteceram nas mesquitas de Al Noor, em Hagley Park, e de Linwood Masjid. Em conferência de imprensa, o comissário Mike Bush acrescentou que "um homem foi acusado de homicídio" e vai ser presente a tribunal pelos ataques contra duas mesquitas, situadas no centro da cidade de Christchurch.

O comissário de polícia da Nova Zelândia, Mike Bush, anunciou anteriormente que as autoridades desativaram uma série de engenhos explosivos improvisados encontrados num veículo após os disparos numa das mesquitas.

Um homem que se identificou como Brenton Tarrant, de 28 anos nascido na Austrália, reivindicou a responsabilidade pelos disparos e transmitiu em direto na Internet o momento do ataque. Brenton Tarrant deixou um manifesto anti-imigrantes de 74 páginas, no qual procurou justificar as ações.

Christchurch é a maior cidade da Ilha Sul da Nova Zelândia e a terceira maior cidade do país com cerca de 376 700 habitantes, localizada na costa leste da ilha e a norte da península de Banks. É a capital da região de Canterbury.

Exclusivos