'Hackers' norte-coreanos terão roubado planos de guerra da Coreia do Sul e EUA

Entre os documentos estaria também um plano para assassinar o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un.

Piratas informáticos norte-coreanos terão conseguido roubar documentos militares secretos e confidenciais da Coreia do Sul, incluindo planos de guerra contra o vizinho do norte desenhados por Seul e pelos EUA. O alerta veio de um deputado sul-coreano, Rhee Cheol-hee, que cita informação do ministério da Defesa - o ministério, no entanto, não comenta as alegações.

Segundo o deputado do partido do poder, citado na BBC, os piratas acederam a planos de contingência em caso de guerra, bem como a informação sobre a infraestrutura militar e energética do país.

Rhee Cheol-hee disse que foram roubados 235 gigas de documentos em setembro do ano passado. Em maio, a Coreia do Sul admitiu que tinha sido alvo de um ciberataque de Pyongyang, mas não forneceu mais detalhes.

Entre os documentos estaria também um plano para assassinar o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un.

As revelações surgem numa altura em que a tensão entre Pyongyang e Seul, e sobretudo com Washington, tem estado em crescendo. A 11 de setembro, o Conselho de Segurança da ONU aprovou, por unanimidade, um novo conjunto de sanções contra a Coreia do Norte, em resposta ao último lançamento de um míssil norte-coreano que sobrevoou o território do Japão.

Relacionadas

Últimas notícias

Brand Story

Tui

Mais popular

  • no dn.pt
  • Mundo
Pub
Pub