Encontradas caixas negras do avião da Ethiopian Airlines

Morreram 157 pessoas, de 35 nacionalidades diferentes

Os investigadores já encontraram as caixas negras do avião daEthiopian Airlines que caiu este domingo de manhã causando a morte a 157 pessoas, de 35 nacionalidades diferentes.

Foram encontrados os registos áudio do cockpit, assim como o registo de voo - em suporte digital.

De acordo com a BBC, as autoridades dizem que ainda é cedo para saber as causas que terão levado ao acidente.

A queda do avião aconteceu às 8:44 (horas locais), seis minutos depois de ter levantado voo.

O Boeing 737 Max 8 partira de Addis Abeba - a capital da Etiópia - e tinha como destino Nairobi, capital do Quénia.

Quénia com 32, Canadá com 18 e Etiópia com 9 são os países que perderam mais cidadãos. China, Itália e Estados Unidos perderam oito pessoas cada, o Reino e a França têm a assinalar sete mortos, seguindo-se Egito (6 pessoas), Alemanha (5), Índia e Eslováquia, cada uma com quatro. A lista segue com uma série de cidadãos de países, sobretudo africanos e europeus.

(Notícia atualizada às 11:26, com a informação de que foram encontradas, afinal, não uma mas as duas caixas negras do avião).

Exclusivos

Premium

Clássico

Mais de 55 milhões de euros separam plantéis de Benfica e FC Porto

Em relação à época passada, os encarnados ultrapassaram os dragões no que diz respeito à avaliação do plantel. Bruno Lage tem à sua disposição um lote de jogadores avaliado em 310,7 milhões de euros, já Sérgio Conceição tem nas mãos um grupo que vale 255,5 milhões. Neste sábado, no Estádio da Luz, defrontam-se pela primeira vez esta temporada.