China quer ajudar a modernizar exército de Timor-Leste

Pequim doou material militar às Forças de Defesa timorenses, mas sem indicar o seu tipo, quantidades e respetivo valor.

A China está disposta a ajudar a modernizar as Forças de Defesa de Timor-Leste (Falintil), garantiu o embaixador chinês em Díli após doar material logístico ao exército timorense.

Em comunicado, o embaixador Xiao Jianguo disse que o material ia contribuir para reforçar a capacidade do Exército timorense e melhorar as condições de vida de oficiais e soldados.

As declarações do diplomata foram proferidas numa cerimónia realizada, na quarta-feira, no quartel-general das Falintil.

A nota, publicada na página da embaixada da China em Timor-Leste, não referiu que tipo de materiais foram doados nem qual o valor.

Xiao Jianguo acrescentou que a cooperação na área da defesa é uma parte importante dos laços entre os dois países e que a China está disposta "na medida das suas possibilidades" a ajudar a modernizar as Falintil.

Na mesma ocasião, o ministro da Defesa de Timor-Leste, Filomeno Paixão, disse que a modernização das Falintil é uma das prioridades para o desenvolvimento do país, indicou o mesmo comunicado.

Filomeno Paixão manifestou esperança num reforço futuro da cooperação com a China na área da defesa, um desejo partilhado também pelo chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas, Lere Anan Timur.