Costa defende respeito pela Constituição e unidade de Espanha

António Costa pede que "sejam encontradas as soluções que assegurem a continuidade da Espanha unida, próspera"

O primeiro-ministro frisou hoje que Portugal defende uma solução que respeite a Constituição de Espanha e que assegure a unidade do Estado espanhol, frisando que se trata de "um país irmão", parceiro na União Europeia e da NATO.

Reafirmamos a posição clara de apoio ao respeito pelo Estado de Direito e pela Constituição de Espanha, pela unidade da Espanha

António Costa assumiu esta posição em declarações aos jornalistas após ter estado presente na sessão de lançamento do Roteiro para a Neutralidade Carbónica 2050, na Culturgest, depois de ter sido questionado sobre o processo independentista em curso no parlamento da Catalunha.

"Registamos o que aconteceu ontem [na terça-feira, em Barcelona] e reafirmamos a posição clara de apoio ao respeito pelo Estado de Direito e pela Constituição de Espanha, pela unidade da Espanha", declarou o primeiro-ministro.

De acordo com o líder do executivo, Portugal deseja que, "no quadro constitucional, sejam encontradas as soluções que assegurem a continuidade da Espanha unida, próspera, país irmão e parceira na União Europeia, na NATO".

Interrogado sobre riscos económicos para Portugal face à situação de instabilidade política em Espanha, Costa rejeitou essa perspetiva, alegando tratar-se de uma visão "redutora" face ao desafio que se encontra colocado.

"Aquilo que se espera de um país amigo como Portugal é uma palavra forte e inequívoca de grande solidariedade em relação a Espanha, com respeito pela sua Constituição e pela unidade do Estado espanhol. O nosso desejo é pelo respeito da democracia em Espanha e que, todos, no quadro constitucional, possam encontrar as melhores vias de solução para o futuro da Espanha", acrescentou.

Ler mais

Exclusivos