Harvey Weinstein condenado a 23 anos de prisão

O produtor de Hollywood esteve a ser julgado por casos de assédio e abuso sexual

Harvey Weinstein foi esta quarta-feira condenado a 23 anos de prisão, depois de ter sido considerado culpado de dois crimes de violação e agressão sexual.

O produtor de cinema, com carreira de sucesso em Hollywood, foi considerado culpado de cometer uma agressão sexual envolvendo uma mulher e uma violação sobre outra mulher.

O juiz James Burke ignorou os argumentos dos advogados de defesa de Weinstein, que pediam para o seu cliente a pena mais leve, de apenas cinco anos atrás das grades.

Weinstein, 67 anos, foi considerado culpado de um ato sexual criminoso no primeiro grau e de um outro de violação no terceiro grau pelo júri do tribunal de Nova Iorque, em 24 de fevereiro, num veredicto saudado pelo movimento #MeToo.

A sentença do tribunal de Nova Iorque é um marco na história do movimento #metoo, que foi impulsionado na sua génese pelas denúncias de várias mulheres contra o produtor de cinema.

Segundo o New York Times, organizações de defesa dos direitos das mulheres congratularam-se com a condenação do produtor.

Esta quarta-feira, as seis mulheres que apresentaram queixa contra Harvey Weinstein entraram juntas no tribunal e sentaram-se na fila da frente, imediatamente atrás dos advogados de acusação. As filas atrás do produtor estavam consideravelmente vazias nota o diário norte-americano, o primeiro a noticiar os casos de abuso sexual que teria praticado.

Um júri composto por sete homens e cinco mulheres considerou, a 25 de fevereiro, que Weinstein era culpado de violação da jovem atriz Jessica Mann em 2013. Os jurados também o consideraram culpado de forçado sexo oral na assistente de produção Miriam Haley, em 2006.

Weinstein enfrentava uma pena que podia ir dos cinco anos aos 29. Fica nos 23.

"Sinto realmente remorsos pela situação", disse, antes de conhecer a sentença e em voz quase inaudível, Harwey Weinstein citado pela CNN. "Sinto-o profundamente no meu coração. Vou dedicar o meu tempo a realmente tentar ser melhor pessoa".

[em atualização]

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG