Venezuela. Guaidó anuncia que regime deteve o primeiro vice-presidente da Assembleia Nacional

Denúncia feita pelo Twitter. O próprio descreve ter sido levado, dentro do seu carro, através de uma grua para a penitenciária.

O presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, denunciou neste início de madrugada que o primeiro vice-presidente da Assembleia Nacional, Edgar Zambrano, foi detido pelo regime de Nicolás Maduro.

Numa publicação no Twitter Guaidó lançou um "alerta ao povo da Venezuela e à comunidade internacional", dando conta daquilo a que chamou o "sequestro" de Zambrano.

O "post" é acompanhado de uma foto, alegadamente da ação policial em causa.

Guaidó escreve ainda que esta ação "visa desintegar o poder que representa todos os venezuelanos". "Mas não o vão conseguir", conclui.

Já Zambrano, na mesma rede social, relata ter sido "surpreendido pelo SEBIN [serviços secretos venezuelanos]". "Ao negarmos sair do nosso veículo, utilizaram uma grua para nos levar diretamente para o Helicoide", penitenciária para presos políticos em Caracas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG