Governador polémico torna aborto ilegal no estado de Veracruz

Supremo tribunal mexicano tinha aprovado, em 2008, a legalização do aborto

Os legisladores do estado mexicano de Veracruz aprovaram, esta quinta-feira, uma emenda constitucional que proíbe o aborto e "protege a vida desde a sua conceção". A interrupção voluntária da gravidez torna-se, assim, ilegal em todas as circunstâncias possíveis, nesta região do México.

"Congratulo os legisladores por dizerem 'sim' à vida", sublinhou o governador desse estado, Javier Duarte, que tinha sido responsável pela apresentação do projeto de lei. A medida entrará em vigor assim que a maioria dos municípios de Veracruz a aceitarem, uma mera formalidade, já que, segundo o The Guardian, grande parte deles são controlados pelo Partido Revolucionário Institucional, o mesmo a que pertence Duarte.

O aborto foi legalizado na Cidade do México em 2008 - e confirmado pelo Supremo Tribunal, alguns meses depois, nesse mesmo ano -, embora pelo menos 18 estados tenham na sequência aprovado leis ou emendas constitucionais que tornam esse procedimento ilegal.

Os bispos católicos e líderes evangélicos já tinham demonstrado abertamente a vontade de ver esta proibição aprovada, ignorando as ccríticas que têm sido apontadas a Duarte.

Os grupos dedicados à defesa dos direitos reprodutivos acusam, por outro lado, o governador de prestar mais atenção às "vidas ainda em gestação" do que às centenas de pessoas que têm desaparecido, no estado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG