Agressão no aeroporto. Polícia investiga quem bateu primeiro

EasyJet diz-se "muito preocupada" com incidente, mas garante que, ao contrário do que denunciava autora da fotografia que denunciou o caso, agressor não é seu funcionário.

Bastou uma imagem para a EasyJet dar início a uma investigação ao incidente, que ocorreu no aeroporto de Nice, França. Um funcionário do aeroporto terá agredido um passageiro da companhia aérea que tinha uma criança ao colo. O momento da alegada agressão foi registado fotograficamente por uma outra passageira, que denunciou o caso e que disse que o agressor trabalhava para a Easyjet. Mas entretanto surgiu uma gravação vídeo que dá a entender que essa agressão foi reação a uma da parte do passageiro.

A fotografia que deu a conhecer a alegada agressão foi tirada este sábado por Arabella Arkwright, uma passageira que se encontrava no aeroporto de Nice e que associou o incidente ao atraso do avião para Lutton, Londres, superior a 14 horas.

Em declarações à BBC Radio 5 citadas pela imprensa britânica, esta passageira diz que o homem com o bebé se dirigiu ao funcionário do aeroporto e que este inicialmente se limitou a sorrir e depois o agrediu.

Num comunicado, a Easyjet diz-se "muito preocupada" com o incidente, fez saber que o agressor não é funcionário da companhia (ao contrário do que denunciava a passageira que registou o momento), que tudo indica tratar-se de um trabalhador da Samsic - uma empresa prestadora de serviços de limpeza e segurança - e que está a investigar o caso.

A companhia low-cost justificou ainda o atraso de 14 horas do avião com uma avaria técnica e garantiu que os passageiros receberam assistência e vouchers durante a espera, tendo viajado para Londres ao fim do dia.

Entretanto, o jornal britânico The Sun teve acesso a uma gravação vídeo do mesmo incidente, através da qual fica a ideia que o passageiro com a criança ao colo que terá agredido primeiramente o funcionário e que o soco deste foi uma resposta a essa agressão.

A polícia de Nice, que já teve acesso à fotografia e ao vídeo, está a investigar o caso, segundo avança o Daily Mail.

(Atualizada às 17:50 com informação acerca da existência de vídeo que altera a perceção acerca do incidente)

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG