Executados 38 jihadistas condenados à morte "por terrorismo"

Os veredictos foram confirmados pelo Conselho Presidencial, segundo o Ministério da Justiça

Trinta e oito 'jihadistas' condenados à morte "por terrorismo" foram hoje executados por enforcamento na prisão de Nassiriya, sul do Iraque, anunciou um responsável local à agência France-Presse.

"A administração penitenciária executou hoje na presença do ministro da Justiça, Haidar al-Zameli, na prisão de Nassiriya, 38 condenados à morte membros da Al-Qaida e do Daesh [designação alternativa do grupo extremista Estado Islâmico] acusados de realizarem atividades terroristas", afirmou o diretor-adjunto da comissão de segurança do conselho provincial, Dakhel Kazem.

O Ministério da Justiça precisou por seu turno que os veredictos foram confirmados pelo Conselho Presidencial, como estipula a lei.

As execuções no Iraque têm sido denunciadas pela organização internacional de defesa dos direitos humanos Amnistia Internacional, segundo a qual o país é o quarto do mundo com mais execuções, depois da China, Irão e Arábia Saudita.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG